domingo, 22 de maio de 2016

Minhas leituras, críticas e comentários (Operação lava Jato, não para mais) 22/05/16

Bom dia meus amigos.


Parece que a cada dia que passa o "buraco" fica mais fundo. Não podemos imaginar, até onde vai essa Operação Lava Jato. Essa semana que findou, o ex senador da República Delcídio do Amaral, literalmente "abriu" o bico e entregou mais uma galera, dentre esse pessoal, temos um de nosso estado. O senador Valdir Raup, foi citado, juntamente com mais alguns da mesma sigla (PMDB), envergonhando assim o nosso amad0 estado de Rondônia. Evidentemente, que ninguém, é tão "inocente" em acreditar que essa delação não tenha o mínimo de "verdade", sabemos muito bem à quantas andam os atuais políticos em nosso Brasil. Além do Senador Valdir Raup, Delcídio "entregou" ainda Romero Jucá, Edison Lobão, Renan Calheiros (Presidente)
do senado federal e Jader Barbalho, vejam, que são todos da mesma sigla partidária - PMDB 15. É certo, que eles ainda são tidos como "SUSPEITOS", más como podemos "deduzir", os envolvidos terão de se explicar junto ao nosso "XERIFE", Dr. Sérgio Moro
lá no Paraná. VI em uma reportagem o senador Valdir Raupp, chorando ou fingindo chorar, acredito mais na segunda afirmação, o mesmo é "treinado" psicologicamente para manter suas "feições" da maneira que convença os eleitores que confiaram em sua pessoa e, que ele, "vergonhosamente", nesse momento, joga todos os votos recebidos, quase meio milão de votos, no lixo, na lama, envergonhando aqueles que lhe deram "carta branca" para representá-los em nível nacional, sinceramente, esse cidadão, nunca foi uma pessoa confiável desde tempos mais remotos, onde ele já traiu o nosso estado, quando ocupava a cadeira maior do estado.


Infelizmente, estes "bandidos" ainda possuem o tal de "foro privilegiado", que os mantém fora do alcance da Justiça dos cidadãos de bem. Eles são "protegidos" pela Justiça, que favorece os bandidos, em especial, os de "colarinhos brancos". Não podemos mais aceitar que nossa Constituição Federal seja "rasgada", seja "ultrajada" e, ainda, que ela seja totalmente "ignorada", sim, pois a nossa carta magna, traz em seu "bojo", que todos são iguais perante a Lei. Ora, se todos os cidadãos são iguais perante a Lei, como estes simples representantes do povo, podem ser protegidos, mesmo quando "ROUBAM" a pátria, em detrimento das necessidades 


primordiais de uma população, tais como ensino, saúde, segurança pública, saneamento básico, enfim, nós precisamos colocar em nossas cabeças, que estes cidadão, se é que podem serem chamados de cidadãos, não podem mais continuar "vilipendiando" e roubando, inclusive a dignidade de nosso povo honesto, fraterno, trabalhador e, que paga muitos impostos, para que esse "gigante" comedor de dinheiro, fique esbanjando e deixando que a população seja roubada diuturnamente, sem a menor "cerimônia".
Precisamos urgentemente trabalhar para que estes políticos não tenham mais o tal de "foro privilegiado", não dá para aceitar mais que, àqueles que lhes pagam os elevados  vencimentos, sejam ultrajados e tratados como se bandidos fossem e, os mesmos sejam tratados como "divindades" e "astros" de primeira grandeza, coisa, que sinceramente não o são. De primeira grandeza, são os trabalhadores que laboram mais de um terço do ano, para cumprirem com suas obrigações para com a União, Estados e Municípios Brasil à fora.
Bora pensar um pouco melhor sobre isso?

Pedro Francisco
Jornalista
1.297-RO/BR

Um comentário:

Carlos Caldeira disse...

Você falou tudo e um pouco mais. Vimos agora na formação do novo ministério de Temer, uma certa indignação por parte de álbuns ex ministros que tiveram suas pastas transformadas em secretarias e a indignação era exatamente porque perdiam o beneficio do Foro privilegiado, inclusive o escolhido para presidir o Banco Central só aceitou o cargo porque devolveram o benefício para o ocupante da função. Ou seja: o cara já entra pensando em fazer merda e se valer do Foro Privilegiado para ficar impune, é por ai.