domingo, 14 de fevereiro de 2016

Minhas Leituras, críticas e comentários (Obras Inacabadas) 14-02-2016

Bom final de domingo e, excelente início de semana.


Bem que tudo poderia ser da forma que queremos que fosse. Poderia eu aqui escrever somente coisas boas. Ah!, como seria bom!!!!.

videoPorém, infelizmente, eu aprendi a ver às coisas do jeito que elas são. Vivemos em uma sociedade que deixa às pessoas totalmente desacreditadas em dias melhores. São roubos, corrupção, desvios de verbas públicas, escambos, enfim, tudo patrocinado por nossos representantes legais, popularmente conhecidos como "Políticos". Não importa o nível de cargo/função que ocupam, todos, com raríssimas exceções poucos escapam.


Hoje, eu escrevo sobre o que mais está incomodando a população de nossa cidade, às "OBRAS INACABADAS". São tantas, tantas, que não é possível colocar as fotos de todas elas em uma só postagem, uma quantidade imensa. Ontem, (sábado 13/02), eu dei uma volta pela cidade, para verificar como estava a movimentação dos "agentes" combatentes do "pernilongo" da dengue. 

Também, passei uma parte da manhã, vendo com desolação o estado em que se encontra o "ESPAÇO ALTERNATIVO", aquele mesmo, onde às pessoas vão caminhar diariamente, pela manhã e à tarde. Fiquei por algum tempo observando às pessoas caminharem por lá, em meio aos "escombros" daquele "elefante" branco, que já se incorporou à "manada" das obras inacabadas em nossa capital. Ali, vão pessoas caminharem por vários motivos, uns para manterem a forma física, outras, para manter a saúde física, outros tantos, para continuar com a saúde mental em dia e, outros tantos, vão lá para simplesmente caminhar. Eu, ontem, fui lá para filmar os "escombros" daquilo que seria uma obra para a nossa população. Fiquei triste por ver materiais abandonados, ferros e madeiras jogadas no canteiro central, tudo se perdendo, o mato tomando conta da obra inacabada, uma vergonha!
Até quando, os nossos órgãos de fiscalização, os Ministérios públicos Federal e Estadual, vão deixar a "coisa" correr "frouxa" para os péssimos políticos. Políticos que literalmente "roubaram"  e continuam roubando o erário público, muitos deles até se elegeram e reelegeram à cargos eletivos de expressão nacional e, pior de tudo, envergonham nossa cidade, estado e, até mesmo nação.
Os nossos viadutos, aqueles que serviriam para desafogar e, até mesmo "enfeitar" a entrada de nossa cidade, está uma "absurdo", o verdadeiro "retrato" do abandono. Prefeitura, Estado e DNIT, sequer, tocam mais no assunto. A rede de água encanada, cujas obras pararam, por obra e graça de um vereador incompetente do Partido dos Trabalhadores, quando vereador, até o momento, só "enterrou", literalmente dinheiro que poderia ser utilizado de forma mais racional, em benefício da população, mas não, utilizaram para os fins próprios de cada político que estava à frente dos projetos. Nem precisa-se, aqui, citar os nomes, estes, já são de domínio público local e nacional, já que estão, inclusive, alguns, envolvidos também em diversas operações da Polícia Federal.
Está chegando mais uma eleição (02/10). Quem será que iremos escolher para administrar nossa cidade e tirá-la deste "precipício", da UTI e marasmo de obras inacabadas em que se encontra?
Bem, depois vou escrever sobre isso, neste momento, o que me preocupa neste momento são estas "benditas" obras inacabadas, que somente servem para consumir o dinheiro público. Nossa população precisa dizer aos próximos políticos o que ela realmente deseja para a nossa sofrida cidade de Porto Velho, a "feia" e maltratada, porém, "linda" capital de Rondônia.
Bora pensar nisso?



Pedro Francisco
Jornalista
1.297-RO/BR

2 comentários:

Carlos Caldeira disse...

Meu querido amigo Pedro Francisco, suas palavras de descontentamento em relação as obras paradas deveria ser o descontentamento de toda a nossa população, mas infelizmente a grande maioria da população sequer olha para os lados quando sai as nossas ruas e quando olha, não consegue ver uma obra parada. Nossos políticos acreditam sempre nessa cegueira da população. No primeiro ano de mandato do Mauro, eu cataloguei aproximadamente 6 mil casas e apartamentos populares que estavam invadidas porque as obras foram paralisadas. Uma lastima, e ainda hoje, muito pouca coisa mudou. Infelizmente.

Carlos Caldeira disse...

Meu querido amigo Pedro Francisco, suas palavras de descontentamento em relação as obras paradas deveria ser o descontentamento de toda a nossa população, mas infelizmente a grande maioria da população sequer olha para os lados quando sai as nossas ruas e quando olha, não consegue ver uma obra parada. Nossos políticos acreditam sempre nessa cegueira da população. No primeiro ano de mandato do Mauro, eu cataloguei aproximadamente 6 mil casas e apartamentos populares que estavam invadidas porque as obras foram paralisadas. Uma lastima, e ainda hoje, muito pouca coisa mudou. Infelizmente.